Bons textos não envelhecem

Admiro os grandes do jornalismo. Para mim, Conceição Freitas e Marcelo Abreu estão nesse time. Do texto que impele à leitura. Hoje reli uma matéria de 2012 sobre uma comunidade chamada Catingueiro. Começa assim:
“No sobe e desce dos morros a noroeste do Distrito Federal,comunidades rurais encravadas nas encostas das
elevações resistem ao tempo, às dificuldades e ao abandono. Estão ali desde muito antes da chegada dos candangos e guardam a memória de um sertão que acolhia goianos, quilombolas e índios. Uma dessas localidades, o Catingueiro, ajeita-se na inquietude dos relevos, emvãos profundos e subidas íngremes, onde todos se conhecem desde sempre.”
Um primor!
Clique no link e acesse a matéria na íntegra: O sertão é logo ali – AXX32-1505

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s